Skip directly to content

Como é realizado um tratamento de enxerto ósseo?

07/07/2017

O enxerto ósseo nada mais é do que um fragmento de osso retirado de uma região do corpo e aplicado em outra para reparar um dano. Esse procedimento tem o papel de devolver a forma e a função óssea da área afetada.

O procedimento também é importante no tratamento da periodontite, que é a perda do osso ao redor dos dentes. Algumas vezes o enxerto ósseo é utilizado como complemento ao uso de barreiras biológicas para favorecer a formação de novo tecido de sustentação do dente. Recentemente, os enxertos têm sido utilizados nos alvéolos dos dentes recém-extraídos para prevenir a reabsorção óssea, que vem seguida da perda dental. Esse cenário acaba evitando a necessidade de implante dental no futuro, o que é uma grande evolução para o ramo.

COMO O TRATAMENTO É FEITO?

É um procedimento cirúrgico que pode ser realizado no consultório. Em casos mais simples, com anestesia local ou em ambiente hospitalar, e nos cenários que possuem mais riscos, através da anestesia geral. De acordo com o especialista, o procedimento é contraindicado apenas para quem faz uso de medicamentos para ossos e diabéticos não compensados. De qualquer forma, vale uma visita ao dentista para descobrir o melhor tratamento para o seu caso.

OS TIPOS DE ENXERTOS

O enxerto pode ser removido do próprio paciente, de um doador humano, de origem animal ou laboratorial, que é chamado de substituto ósseo. Apesar de ser bastante aderido ao procedimento de implantes, essa técnica já atendia outras áreas odontológicas, como em tratamentos da periodontite ou em cirurgias.

QUANTO TEMPO DURA A RECUPERAÇÃO DA CIRURGIA?

A recuperação vai depender muito da extensão da cirurgia. Os enxertos intra-orais (originários da boca), feitos para a colocação de implantes, têm os pontos removidos entre duas e três semanas. A partir daí, o paciente já pode retornar as atividades físicas mais intensas, como academia, corrida, etc. Contudo, a rotina de trabalho e escola já pode ocorrer, normalmente, em cinco dias após a cirurgia. Se a área doadora desse enxerto for de origem extra-oral (fora da boca), é o ortopedista quem dirá o tempo do reparo. Na odontologia, todo procedimento geralmente leva oito meses para instalar o implante na área receptora.

OS CUIDADOS PÓS-OPERATÓRIOS

O mais importante neste período é o repouso físico total por três dias e parcial durante cinco dias. O dentista costuma dizer aos pacientes que esta é uma cirurgia programada. Escolha uma época sem provas, casamentos ou reuniões e faça a cirurgia, sugerem os especialistas. Fora isso, é importante ter uma alimentação rica em nutrientes, macia e mais fria, com muito gelo e sorvete.

Fonte: http://www.sorrisologia.com.br